Dicas para o seu pão caseiro!

29 jun

Pães Variados

Os primeiros pães são originários da Pérsia e eram uma mistura de vários tipos de grãos, moídos e água, cozida sobre pedras quentes. Eram secos e duros, mas muito nutritivos. Nas mãos dos egípcios a panificação recebeu seu grande impulso, já naquela época havia mais de 40 variedades de pães. Os egípcios perceberam que a massa, umedecida, depois de certo tempo, liberava alguns gases, tornando o pão mais poroso. Eles criaram o processo de fermentação, que deixou o pão mais macio e palatável.  Aos poucos, a prática da produção de pães se disseminou por continentes e hoje temos uma infinidade de tipos, como por exemplo: pão árabe, branco, de centeio, de forma, de queijo, italiano, francês, sírio, sueco,  baguete, croissant, ciabata, chapati e muitos outros.

Para a produção de pães em casa além de boa receita e bons ingredientes algumas dicas podem ser de grande valia, aí vão elas:

  • Nunca coloque toda a farinha pedida na receita, dependendo da temperatura e da umidade do dia, do tamanho dos ovos e da qualidade da farinha essa quantidade pode ser excessiva, tornando a massa firme demais (dura). Alimentos são materiais biológicos susceptíveis às variações em sua composição e consequente variação nas propriedades conferidas às preparações!
  • Mãos úmidas ou cheias de massa também podem confundir e dar a impressão que está faltando farinha no pão, mas, basta estar com as mãos limpas, bem secas e, principalmente enfarinhadas;
  • A água ou leite que é pedido geralmente morno não deve ser demasiadamente quente, nunca passando da temperatura do leite que damos aos bebês. Em temperatura superior o calor conferido por estes líquidos possui potencial de acabar com as propriedades do fermento, pois os microrganismos que o compõem são eliminados pela alta temperatura;
  • Em pães fermentados, coloque sempre um pouco de açúcar, mesmo em massas salgadas, ele contribui como substrato para a fermentação induzida pelos microrganismos que compõem o fermento, além de deixar a massa com uma cor mais bonita;
  • Para a massa crescer, coloque-a em lugar fechado sem vento e aquecido, sempre tampe a massa com a tampa hermética da vasilha, pano ou saco plástico;
  • Caso o pão doure muito rápido, termine de assá-lo coberto com papel alumínio, sem apertar, sempre com a parte brilhante voltada para o alimento.
  • Não deixe o pão esfriar na forma, coloque em uma grade para evitar que o fundo fique mole e úmido;
  • Pão congelado é mais fácil de cortar, o que torna possível cortar fatias mais finas;
  • Depois de cortado, o pão descongela em apenas 15 minutos em temperatura ambiente;
  • Para descongelar, caso prefira, pode levá-lo direto do freezer ao forno moderado (180 ºC) por 15 minutos, no entanto, não faça esse procedimento com quantidades superiores às que deseja consumir;
  • Ainda congelado pode ser levado diretamente na torradeira;
  • Algumas dicas para formar o tipo de “casca” desejado:
    • Brilhante – pincele com um ovo batido misturado com uma colher (sopa) de leite.
    • Dourada – pincele com ovo e algumas gotas de café.
    • Crocante – pincele com água.
    • Macia – pincele com manteiga ou margarina derretida, ou mesmo com óleo, faça isso várias vezes enquanto assa.
    • Crocante – coloque uma assadeira com água fervente no forno enquanto o pão assa ou borrife água com um borrifador após 25 minutos assando.

Referência: http://www.alexcaputo.com.br

Fonte-imagem: http://www.falandodeviagem.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: