Fondue de queijo: origem e variações

15 jun

Fondue de Queijo

fondue (palavra feminina que significa fundido ou derretido) foi criada na Suíça em meio à Segunda Guerra Mundial. O prato é historicamente associado à situação humilde de camponeses produtores de leite, que se aproveitavam restos de diferentes tipos de queijo. A mistura de queijos ficava no fogo até que derretesse, os camponeses, então, mergulhavam pedaços de pão no creme, enquanto borbulhava. Foi assim criado um prato que atualmente é associado a um elevado grau de requinte e certo luxo em consequência do valor associado aos seus ingredientes. Com elevada busca nessa época de inverno, o prato é uma interessante opção para servir amigos em confraternizações.

A segunda guerra mundial popularizou a fondue por toda a Europa como uma refeição dos soldados suíços, mas a grande divulgação do prato ocorreu na década de 1950 quando restaurantes de Nova Iorque passam a servi-lo, a partir daí o mesmo vem ganhando diversas variações, de modo que hoje se observam opções como o fondue de chocolate, carne, camarão, e muitas outras, acredite, é possível encontrar receitas de fondue de bacalhau, paçoca e até uma variedade apontada como “vietnamita” (peixe e leite de coco temperados com molho agridoce).

Atualmente são encontradas preparações que utilizam desde os tradicionais queijos gruyére, emmental, gouda e vinho (ou ainda Kirschwasser alemã, resultante da destilação de suco fermentado de uma cereja negra) a receitas que se utilizam de alho, gorgonzola, brie, taleggio, reblochon, camembert e outros queijos, noz moscada, suco de limão, vodka, mostarda (condimento em pó), páprica entre muitos outros ingredientes.

Como todas as preparações que envolvem queijos, é importante tomar certos cuidados ao submetê-los ao calor. Facilitar a propagação do calor por meio destes é uma boa estratégia, ralar ou picar os queijos em pequenos pedaços aumenta a superfície de contato favorecendo o derretimento de maneira eficiente. Além disso, em algumas situações como preparações que se utilizam de creme de leite não é interessante levar a mistura à fervura pela possibilidade de talhar. Lembre-se de levar o fondue ao Rèchaud somente no momento de servir, com a mesa posta e pães cortados.

Para acompanhar o fondue de queijo a bebida universalmente recomendada é o vinho. Muitos apontam o vinho branco como melhor acompanhamento para este tipo de fondue, no entanto, dada a grande diversidade de receitas adotadas o vinho tinto também é muito bem-vindo.

E você, já parou para pensar nas preparações para esse inverno?

Se tiver mais dicas ou sugestões para preparação de fondue compartilhe nos comentários!

Referências: http://www.sommelierwine.com.br/

Fonte-imagem: http://mundodealicecirne.blogspot.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: