Os rótulos também informam

28 maio

Post

Muitas vezes passeando entre as prateleiras dos supermercados nos deparamos com uma variedade imensa de produtos e marcas, essa situação pode fazer com que a gente se sinta perdido sem saber  o que comprar, qual o melhor produto para se escolher e quais os benefícios que um determinado alimento pode trazer para nossa saúde.  Para termos certeza de que estamos fazendo as melhores escolhas devemos dar o primeiro passo, que consiste em se atentar ao rótulo do alimento, observando não apenas sua cor, imagens, formato e material da embalagem, mas também às informações contidas na embalagem.

Dentre essas informações devemos observar:

– Nome do produto;

– Lista de ingredientes que revelam ao consumidor os ingredientes utilizados na preparação e ainda permite ao consumidor analisar dentre os ingredientes listados qual está presente em maior quantidade, já que nessa lista os ingredientes são ordenados em ordem decrescente de quantidade, ou seja, o ingrediente que estiver em maior quantidade aparecerá primeiro, e o de menor quantidade em último;

– Conteúdo líquido (quantidade ou volume que o produto apresenta);

– Identificação da origem (identificação do país ou local de produção do produto);

– Identificação do lote, pois essa fornece informações extremamente importantes tanto para o consumidor quanto para a indústria alimentícia, principalmente em situações  que são encontrados problemas com o produto. O número do lote permite que a indústria alimentícia verifique onde o problema foi desencadeado na cadeia produtiva e tome as devidas providências para a solução do problema, sendo que essa muitas vezes consiste em informar aos consumidores a não consumirem os produtos de determinado lote;

– Prazo de validade;

– Instruções para o uso, quando necessário;

– Informações nutricionais, pois nesse tópico são informados quais são os nutrientes presentes no alimento, porém também é necessário observar em que quantidade de produto consumido estão pautadas as informações nutricionais pois nem sempre se referem  a todo o conteúdo da embalagem mas sim a apenas uma porção desse. Assim, as informações nutricionais guiam os consumidores a fazerem escolhas saudáveis.

A crescente preocupação com a imagem corporal e grande presença de doenças crônicas não transmissíveis na população como diabetes e hipertensão têm levado a um aumento da procura por alimentos light e diet, porém nem todos sabem o significado de cada um desses termos. Os alimentos diet são formulados para grupos da população que apresentam condições fisiológicas específicas e por isso apresentam em sua composição quantidades insignificantes ou são totalmente isentos de algum nutriente. Já os alimentos light apresentam a quantidade de algum nutriente ou valor energético reduzido quando comparado a um alimento convencional, sendo assim deve se tomar cuidado com a imagem errônea de que o consumo desses alimentos é liberado, pois esses também têm outros nutrientes que fornecem energia.

Ao comprar um determinado alimento também é necessário atentar-se a possíveis informações que os rótulos dos alimentos podem conter, mas que não deveriam apresentar e são elas: apresentar palavras ou qualquer representação gráfica que possa tornar a informação falsa, ou que possa induzir o consumidor ao erro; demonstrar propriedades que não possuam ou não possam ser demonstradas; destacar a presença ou ausência de componentes que sejam próprios de alimentos de igual natureza; ressaltar, em certos tipos de alimentos processados, a presença de componentes que sejam adicionados como ingredientes em todos os alimentos com tecnologia de fabricação semelhante; indicar que o alimento possui propriedades medicinais ou terapêuticas ou aconselhar o seu consumo como estimulante, como melhorador da saúde, como preventivo de doenças ou com ação curativa.

A partir do momento que o consumidor passa a conhecer as diversas informações contidas nos rótulos ele consegue fazer as melhores escolhas, nesse texto você conheceu algumas dessas informações, porém existem outras relacionadas à rotulação de alimentos transgênicos, rotulação de alimentos orgânicos e rotulação de produtos destinados a grupos específicos da população como, por exemplo, os doentes celíacos.  Para maiores esclarecimento da população a respeito de rotulação de alimentos o consumidor pode acessar o site da Agência Nacional da Vigilância Sanitária (ANVISA) onde são disponibilizadas cartilhas que orientam a população a compreenderem as informações contidas nos rótulos de alimentos.

Fonte:

http://www.anvisa.gov.br/alimentos/rotulos/manual_rotulagem.PDF

http://www.anvisa.gov.br/alimentos/rotulos/manual_consumidor.pdf

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: