Muito Além do Peso: um documentário sobre obesidade infantil

3 abr

além do peso

Foi o documentário mais votado pelo público, na 36ª Mostra de Cinema de São Paulo. O documentário Muito Além do Peso aborda o tema sobre a obesidade infantil no Brasil e no mundo, mostrando histórias reais e alarmantes. E discuti por que 33,5% (IBGE 2008/2009) das crianças brasileiras sofrem de sobre peso ou obesidade.  Pela primeira vez na história da raça humana, crianças apresentam sintomas de doenças de adultos, como problemas de coração, respiração, depressão e diabetes tipo 2. Todas essas doenças têm em sua base a obesidade.

33% crianças obesas

A produção mostra o problema na falha de comunicação e o abuso das indústrias e publicidade, pela falta de imposição de limites pelo governo, além da falta de educação nutricional para os pais e nas escolas. A falta de conhecimento resulta na não diferenciação entre alimentação de qualidade e alimentação pobre em nutrientes e cheia de calorias vazias. Sabe-se que o paladar dos bebês é criado nos primeiros anos de vida, logo, se for oferecido alimentos inadequados neste período a tendência é que a criança se acostume com este sabor, o qual se torna prazeroso e dificulta a implantação de uma mudança de hábito mais saudável. O resultado é que de cada 5 crianças obesas, 4 permanecerão obesas quando adultos (Fonte: The New England Journal of Medicine, 2011).

54

É relatada a estranha relação que as crianças têm com a comida. De forma que elas desconheçam frutas, legumes e verduras enquanto mostram todo o prazer que têm em tomar refrigerantes, comer lanches das redes de fast food e as bolachas dos comerciais de televisão. Aliado a essa alimentação desregrada, a falta de exercício físico é mostrada como fator contribuinte para essa pandemia de obesidade infantil. O habito de comer enquanto assistem à televisão, brincar apenas no computador e não sentir prazer em brincadeiras como jogar bola, ou brincar ao ar livre com os amigos.

O documentário também retrata a dificuldade de acesso de algumas populações à comida saudável. Em contrapartida, as grandes marcas de alimentos e bebidas não medem esforços para chegar em todos os cantos do país.

Essa situação alarmante precisa ser rapidamente alterada. Apenas com a união de esforços entre os profissionais da saúde, o governo e a sociedade, entendendo a fundamental importância da educação nutricional e da alimentação saudável o futuro das crianças poderá ser diferente.

Fonte: Slow Food Brasil e Blog Nutrição, saúde e qualidade de vida – por Verônica Laino

Fonte imagem: sites Brasil de fato, Pitanga digital

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: